Manutenção elétrica industrial preventiva

maio 4, 2017 0 Comentários Dentro Manutenção Industrial, Materiais Elétricos
Manutenção elétrica industrial preventiva
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Para qualquer empresa ou estabelecimento da área da saúde (hospitais), especialmente aquelas cujas produções e/ou atividades dependem de máquinas e equipamentos elétricos, de suas instalações e componentes, é importante ter um programa de manutenção industrial elétrica preventiva e corretiva.

Neste texto, abordaremos a importância de se realizar manutenções preventivas. No da próxima semana, trataremos da corretiva.

A manutenção preventiva nada mais é do que a realização de inspeções e testes de rotina nas máquinas e equipamentos, suas instalações e componentes, para garantir que os mesmos funcionem adequadamente e sejam conservados por mais tempo e com segurança para as pessoas que lidam direta ou indiretamente com eles.

A realização periódica da manutenção preventiva permite que as organizações mantenham suas operações em andamento, evitando a perda de lucro e desperdício de tempo e recursos. Com ela, a probabilidade de uma máquina quebrar e parar a produção ou atividade, por exemplo, diminui, podendo ser antecipadamente detectado um problema de não conformidade e interrupção indesejada.

Termografia

O processo de termografia é um grande aliado da manutenção preventiva, pois detecta, mede e quantifica pontos de sobreaquecimento em equipamentos e máquinas, por meio de radiação infravermelha emitida pelos itens inspecionados, que formam imagens térmicas (termogramas).

Ele evita falhas e interrupções nos processos produtivos, minimizando mão-de-obra e gastos, pois identifica, em pleno funcionamento, pontos de sobreaquecimento presentes nas instalações.

Curtas Paradas Programadas

Acrescenta-se nas manutenções preventivas curtas paradas programadas que exemplificamos para alguns equipamentos elétricos. Estas paradas contribuem para evitar falhas que possam requerer manutenções corretivas muito mais custosas e de período de recuperação mais longo para os equipamentos.

Para transformadores a óleo e a seco, são realizados ensaios de relação de transformação e medição da resistência de isolamento (megger). Devem ser realizados, pelo menos, uma vez por ano, com um tempo de parada de aproximadamente duas horas.

Para transformadores a óleo mineral isolante, acrescenta-se as análises físico-químicas, a gascromatográfica e, opcionalmente, o teor de PCB (askarel) uma vez ao ano.

Para chaves de AT e disjuntores são recomendadas as medições de resistência ôhmica dos contatos. Já nos relés de proteção devem ser verificadas as parametrizações.

Estes são alguns exemplos, para ilustrar o artigo e mostrar a importância e bons resultados da manutenção preventiva na área da energia elétrica.

Segurança

Manter os equipamentos em pleno funcionamento com manutenção preventiva periódica em dia, oferece segurança aos profissionais e usuários, evitando interrupções indesejadas do sistema, acidentes de trabalho e riscos graves como incêndios, explosões e outros que podem, inclusive, levar à morte.


Rafael Simião, gerente técnico da Transformadores Jundiaí



Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Responder

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.